Nietzsche e a Filosofia Clínica: a questão dos valores

Curso de Extensão

 

Nietzsche e a Filosofia Clínica: a questão dos valores

 

Professores: Monica Aiub e Neilor Marques

Sábado, dia 12 de dezembro

Horário: das 9:00 às 16:00 horas

Local: Instituto Interseção

Rua Martinico Prado, 26 cj. 25 – Higienópolis – São Paulo – SP

Para inscrição – clique aqui

A filosofia clínica é uma terapêutica fundamentada em métodos filosóficos, com o objetivo de auxiliar o partilhante (pessoa que procura um filósofo clínico) a lidar com suas questões. Um dos objetivos da clínica é propiciar as movimentações existenciais, o tornar-se, o que é denominado, em filosofia clínica, autogenia. Muitas vezes o que buscamos para nos tornarmos entra em choque com os valores vigentes, e sentimo-nos aprisionados, sem saída. Como lidar com situações dessa natureza? Não há uma resposta única quando consideramos um princípio fundamental em filosofia clínica: a singularidade. Singularidade, Axiologia (estudo dos valores), Autogenia são conceitos que encontram fundamentos na filosofia de Nietzsche. O curso Nietzsche e a Filosofia Clínica: a questão dos valores apresentará o conceito de “transvaloração dos valores” de Nietzsche e suas implicações no projeto da Filosofia Clínica, discutindo, especialmente, a questão dos valores e sua relação com as movimentações existenciais.

Objetivo Geral: Apresentar as aproximações entre a proposta de “transvaloração dos valores” de Nietzsche e o instrumental da Filosofia Clínica, especialmente no que se refere à questão dos valores e às movimentações existenciais.

Público Alvo: Interessados na temática.

Requisitos para cursar: Não há.

Carga horária: 6 horas.

Programa:

  • Nietzsche e a transvaloração dos valores

  •  O além-homem

  •  Tópicos da Estrutura de Pensamento em Filosofia Clínica: Busca, Axiologia e Autogenia

  • Procedimentos clínicos: Submodos Esteticidade Seletiva, Axiologia e Autogenia

Bibiliografia:

AIUB, Monica. Como ler a filosofia clínica. São Paulo: Paulus, 2010.

_____. Para entender Filosofia Clínica: o apaixonante exercício de filosofar. Rio de Janeiro: WAK, 2004.

DELEUZE, G; GUATTARI, F. O que é Filosofia?Rio de Janeiro: Ed. 34, 2001.

NIETZSCHE, F. A filosofia na era trágica dos gregos. São Paulo: Hedra, 2008.

_____. Além do bem e do mal. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

_____. A Gaia Ciência. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

_____. Assim falou Zaratustra. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

_____.Cinco prefácios par cinco livros não escritos. Rio de Janeiro: Editora 7 Letras, 2008.

_____. Genealogia da moral. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

_____. Humano, demasiado humano. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

_____. Obras incompletas. Col. Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1974.

_____.O nascimento da tragédia. São Paulo: Relógio D’Água, 1997.

_____. Verdade e mentira no sentido extra moral. São Paulo: Hedra, 2008.

SOUZA, M. A. Nietzsche: Viver intensamente, tornar-se o que se é. São Paulo: Paulus, 2009.

_____. Nietzsche: Para uma crítica da ciência. São Paulo: Paulus, 2011.

_____. A religião em Nietzsche: “Eu acreditaria somente num deus que soubesse dançar”. São Paulo: Paulus, 2015.

_____. Nietzsche Asceta. Ijuí: Unijuí, 2009.

Investimento: 150 reais.

Para alunos do Instituto Interseção e associados da APAFIC, APROFESP e APEOESP:130 reais.

Ficha de inscrição